1. Ignorance is bliss (?)

    segunda-feira, 2 de setembro de 2013

    Descobri, surpresa, que vivia inconsciente do mundo que me ronda. Andava por aí desconhecedora do egoísmo e do preconceito. Vivia inconsciente do desprezo que o ser humano pode nutrir por algo ser "diferente" e dessa gente que se acha no direito de decidir quem pode amar quem nesse mundo.
    Me atordoou descobrir que, de dentro do meu mundo e totalmente ignorante, vivo cercada desse mal. No meu mundo respeito é essencial, o diferente significa descoberta e amor é simplesmente amor. Independente se somos da mesma cor ou do mesmo sexo. A diversidade faz parte do meu círculo de amizade assim como a liberdade e o respeito. Isso pra mim é normal.
    Do meu ponto de vista, esse mundo é perfeito e me chocou saber que há, por aí, gente que não concorda comigo. Dentro de toda a liberdade e respeito que prezo, estava cega em relação à odiosidade alheia.
    O engraçado é que, apesar de ter certeza de que esses outros seres humanos estão também cegos dentro de seus próprios preconceitos e ignorantes da diversidade que os cerca, a dádiva da ignorância era minha.
    No fim, a sortuda era eu por não saber que esse egoísmo ainda existe e é perigoso.


    |


  2. 0 comentários:

    Postar um comentário